Luanda Capoeira Luanda Capoeira

BLOG

Duas Artes e Uma Visão

03/11 - Categoria: A Capoeira

"O karatê é o esporte das mãos vazias, e, como a Capoeira, foi criado, inicialmente, para que os nativos japoneses se defendessem dos colonizadores que os proibiam de usar armas."

A declaração abaixo é do mestre Denilson Caribé, Baiano, ícone do Karate nacional (“O KARATÊ NA MINHA VIDA” (Escrito por Denílson Caribé no Esporte Jornal. Transcrito do Esporte Jornal no período de 21/02/77 a 04/07/77 para este capítulo na íntegra, com algumas correções gramaticais.)). Ele foi varias vezes campeão e modificou um pouco a visão do karate nacional. Conforme veremos, ele tem uma visão bem interessante e atual sobre estas artes. Segue um resumo de sua descrição: 

Em 1963, logo depois de iniciar na prática do karatê e na do Jiu-Jitsu, procurei a casa de Mestre Bimba para conhecer a capoeira Regional por intermédio de José Carlos Bittencourt (vermelho), então colega de trabalho, e depois meu padrinho na iniciação desse esporte tão autenticamente brasileiro e baiano. Na Segunda aula, o meu “esquenta-banho” foi jogar com Aírton Moura (onça), hoje presidente da Federação de capoeira em São Paulo e na época, um dos mais destacados praticantes. Só não tomei, na oportunidade, um verdadeiro “banho”, que aliás, era a praxe para todos os novatos, porque me vali de alguns recursos do karatê para não passar um vexame. Isto não quer dizer que eu julgue hoje o karatê superior à Capoeira, nem esta àquele. Cada esporte deve ser praticado na sua essência e o fato de que, sendo conhecedor de um, usar suas técnicas numa disputa do outro, só me parece justo para não levar uma surra. De outro modo, estaremos nos valendo de golpes incorretos, uma vez que o nosso adversário só deveria, realmente, conhecer, aplicar as regras do esporte que estiver sendo disputado. Depois conheci "Acordeom”, “Camisa Roxa” e Onias Camardelli. Com “Acordeon” tive discussões sobre a teoria de capoeira, quando defendi sua posição de aumentar a eficiência de alguns golpes e seu ponto de vista de que deveria fazer um trabalho mais profundo no sentido de uniformizá-los, tornando a maioria dos golpes mais traumáticos do que simulados. Isto, decerto, sem que fossem sacrificadas as esquivas, a ginga, a malícia, que são as características mais fortes da capoeira. Como se pode verificar, há muita semelhança entre o karatê e a capoeira, notadamente nos golpes aplicados com os pés ainda que os resultados obtidos sejam diferentes. Há também, contato na própria origem histórica: o karatê esporte das mãos vazias, como a Capoeira, foi criado, inicialmente, para que os nativos japoneses se defendessem dos colonizadores que os proibiam de usar armas. A Capoeira de Angola, da qual se derivou a Regional, foi criada em outro continente, o africano (com os mesmos objetivos). E no Brasil, para lutar em favor da Liberdade e contra a Escravidão do Negro.